sábado, 6 de dezembro de 2008

Ser estudante pelo resto da vida...


Quando estendi a minha mão e jurei diante do símbolo veritati honrar o meu curso, prometi ser estudante pelo resto da vida... e sempre procurei direcionar os meus passos neste caminho mesmo antes de me tornar um comunicólogo, as pedreiras e dificuldades nunca me fizeram desistir dos meus propósitos. Há poucos dias perdi um colega de curso de forma trágica, neste momento parei pra pensar que daqui a alguns anos o nosso álbum de recordações será apagado com o tempo, ontem foi ele, amanhã poderá ser qualquer um de nós, mas agora eu vós pergunto, será que quando somente restar a nossa imagem no álbum teremos vivido tudo aquilo que nos propusemos a viver? Teremos alcançado plenamente os nossos objetivos sem deixar pra trás os nossos sonhos?

Vejo o medo e desespero de muitos por não conquistarem os seus desejos individuais, mas poucos se unem para que as suas chances se tornem reais. Quando prometi ser estudante pelo resto da vida não sabia o que me esperava pela frente, apesar de saber que alguns dos meus colegas ficariam pelo caminho fiz questão de não acreditar, mas quando nos deparamos com tal realidade, paramos para fazer uma reflexão daquilo que somos e para onde estamos indo de fato.

Quero deixar registrado nessa centésima matéria do Digo & Penso, que quando somente restar a minha imagem no álbum de recordações, espero ter cumprido a minha promessa que fiz quando jurei veritati, e se não for pedir muito me levem pra o mar, pois só lá encontrarei o caminho para a liberdade, mas não me julguem pelo último momento e sim por tudo aquilo que fui e o que ficou registrado em nosso álbum, pois ali estão todos os nossos momentos.

Esta centésima matéria eu dedico ao meu colega de curso, que logo no começo da minha trajetória acadêmica tive a oportunidade de trocar experiências e valores inestimáveis, lembro-me que o apelidei de forma bastante afetuosa de Mister Linux, acredito que só eu o chamava desta forma, não sei ao certo o que aconteceu pra que só nos restasse a sua imagem no álbum, mas tenho certeza que pelo ao menos por alguns de nós ele nunca será esquecido...

2 comentários:

Aline Araújo disse...

Meu caro Marighella, ao ler tuas belas palavras, o mínimo que sinto é orgulho por tê-lo como amigo, sei que Ele partiu, mas com a certeza de que sempre poderia contar com você como guerreiro fiel para todas as lutas contra as injustiças deste país, e assim como eu ele também se orgulhava de ser teu amigo...os acasos da vida, muitas vezes nao tem explicação, mas servem-nos pra mostrar de tudo aqui é muito passageiro, por isso temos que aproveitar o maxímo possível...um grande bjo que Deus guarde teu amigo em sua memória...

NaoPare disse...

Pois é, este é o meu caro amigo El Marighella, tenho orgulho de ter passado pela mesma academia q vc companheiro!!! Avante!!!